terça-feira, 10 de maio de 2011

Engolindo

O que a gente faz com a saudade que fica viva? Mastiga com sucrilhos no café da manhã pra ficar forte no restante do dia.

Primeiro eu estapeio, depois eu jogo no chão, depois eu sento no chão com ela, abraço, fungo, faço um carinho. Depois eu estapeio de novo, sento no banco de alguma praça perdida que tenha grama de verdade pra respirar fundo. Quando acho que a matei, ela volta. E ai eu repito todo o ciclo, de bater,jogar, sentar junto, fazer carinho, respirar, bater...
É assim que venho fazendo com minhas vontades, e saudades.
Resultado? Bem, ando ficando com os braços, no mínimo, mais fortes, e, amassentando-as assim fica também mais fácil de engolir. E eu engulo viu? Como diria o Lucas Brandão: Saudade boa é saudade morta, e eu a assassino, de qualquer jeito. Já que não vai de abraço, vai no meio do leite, no meu café da manhã mesmo.

Camila Lourenço

6 comentários:

  1. Gosto da saudade, porque ela é ao menos a certeza que foi bom...
    abraços

    ResponderExcluir
  2. O que não mata,fortalece.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Menina você é um caso sério..esta-se tornando numa das minhas escritoras de eleição..te adoro..menina você me emociona..bjs tem um dia maravilhoso.

    ResponderExcluir
  4. Mudei a morada do blog para : www.umnovoinicio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. :)
    concordo, Ca!

    Que carinho a citação tb. Obrigado!

    ResponderExcluir
  6. SAUDADE.. SAUDADE!Amei seu blog, estou te seguindo
    dá uma passadinha no meu, bjus
    http://danyekuka.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Espaço pra seu 'pitaco'!
Bjokaa!